Aumento nas compras e vendas online: entenda os motivos

mulher-separando-mercadorias-do-seu-e-commerce

Setor amplia o faturamento, mas ainda tem desafios a solucionar

 

Você realizou alguma compra ou venda online recentemente? Se sim, saiba que contribuiu para que o comércio eletrônico brasileiro chegasse ao significativo faturamento de R$ 22,9 bilhões, apenas entre janeiro e abril de 2020. O setor já estava em ascensão, mas é inegável o forte impacto da quarentena e do isolamento social dos últimos meses.

 

Empresas e clientes, com experiência ou novos adeptos, precisaram utilizar o formato para continuar comprando e vendendo com as portas fechadas. Pesquisas registram que 13% da população no país fez sua primeira compra online neste ano, possivelmente com a influência do cenário atual.

 

Para conseguir extrair as melhores oportunidades, é importante compreender o comércio eletrônico de maneira mais abrangente. Neste post do blog da BluPay, queremos trazer informações para você entender os setores com resultados de destaque, alguns motivos para a desistência de compras, e compartilhar sugestões para o seu e-commerce. Os temas comentados serão:

 

  • Compras e vendas online: setores em destaque;
  • Segurança: obstáculo para compradores e vendedores;
  • Dicas para o seu e-commerce.

 

Compras e vendas online: setores em destaque

 

A variedade de áreas de atuação, a segmentação e as faixas de preços disponíveis nas lojas físicas se repete no ambiente digital. Por isso, é fundamental entender as especificidades de cada uma delas, ao invés de considerar as estatísticas do e-commerce como uma informação consolidada.

 

Alguns setores se destacaram e impulsionaram suas vendas online mesmo com a situação desafiadora. Veja algumas das principais informações:

 

- Brinquedos: com escolas fechadas e crianças em casa, foi registrado um acréscimo de 241% nos pedidos em abril, na comparação com o mesmo mês em 2019;

 

- Moda: desde o início do isolamento social, o setor teve um crescimento de 95%, motivado também pelas mudanças de estações e pela ausência do varejo tradicional;

 

- Fitness: sem frequentar academias, parques e praças, as pessoas continuaram as atividades no aconchego de seus lares. O início da quarentena resultou em 2500% vendas a mais para alguns dos equipamentos;

 

- Alimentos e bebidas: a adaptação da rotina também incentiva o aumento das refeições feitas em casa. A área teve um impulso de 294%, quando comparamos os resultados de abril deste ano com os do ano passado.

 

Sobre as formas de pagamento mais utilizadas nas compras online, pesquisa realizada pela  Boa Vista destaca o cartão de crédito (71% dos entrevistados), débito em conta (13%) e boleto (12%).

 

Segurança: obstáculo para compradores e vendedores

 

Sabe quando estamos perto de finalizar uma compra digital e surgem as dúvidas: será que a operação é segura? O produto vai ser corretamente entregue? Isso acontece com mais frequência do que imaginamos e pelas mais variadas razões. Muitos clientes já reportaram desistências no carrinho simplesmente após a leitura de comentários negativos sobre o produto.

 

Se por um lado, o público tem incentivos para aderir ao e-commerce, como o aumento do tempo em que está conectado e a necessidade de manter o isolamento social, também há argumentos para abandonar a etapa antes do término. Dentre os principais, está a segurança — ou a falta dela — das plataformas.

 

Os clientes têm motivos para se preocupar com a segurança do e-commerce?

 

Sim, afinal, quando falamos de sistema financeiro, a atenção deve ser redobrada. A preocupação dos clientes fica ainda maior com o aumento de 18% nas tentativas de fraude no comércio eletrônico. Há armadilhas que vão desde lojas inexistentes a preços igualmente baixos e suspeitos, causando prejuízo aos consumidores mais desavisados e impactando indiretamente as empresas sérias.

 

Compradores e vendedores têm ferramentas para deixar esse processo mais confiável e diminuir o receio. Uma delas é garantir que o e-commerce tenha selos de segurança como os que habilitam o protocolo SSL (Secure Sockets Layer), possibilitando um ambiente mais seguro ao site.

 

Outro ponto que merece cautela são as páginas clonadas, elaboradas com o mesmo formato de lojas em atividade para enganar possíveis clientes. Enquanto o consumidor deve garantir que está acessando a página oficial antes de continuar a navegação, os empreendedores precisam monitorar a ocorrência de fraudes, para denunciá-las rapidamente e manter a credibilidade de sua loja.

 

Entender as motivações dos clientes é uma etapa importante que exige planejamento e ações estratégicas. Empresas atentas aos requisitos dos consumidores podem sugerir iniciativas adequadas e ganhar a atenção do público. A compreensão também ajuda na elaboração de novas soluções para aumentar as vendas e otimizar os processos.

 

Dicas para o seu e-commerce

 

Manter o bom funcionamento de um e-commerce exige informação e atuação em diversas áreas. De questões administrativas, como orçamento e contabilidade, até a estruturação de novos produtos, a atualização deve ser contínua. Para ajudar no desenvolvimento do seu e-commerce, compartilhamos aqui algumas dicas.

 

A logística é fundamental nas operações de compra e venda. Tenha uma gestão eficiente de seu estoque, para garantir a disponibilidade dos itens e uma entrega no prazo informado. Uma sugestão é utilizar serviços de diversas transportadoras, para evitar imprevistos. Também garanta que, em caso de devoluções ou trocas, seu cliente tenha um processo tranquilo. 

 

Atenção também para o marketing digital. Com a estratégia correta, você pode investir em palavras-chave e anúncios para ser destaque em resultados de pesquisas, e aumentar o número de visitas ao seu site. Produza conteúdo para as redes sociais, fomentando a conversa e o engajamento com o público, e divulgando promoções.

 

Disponibilize um atendimento digital rápido e eficiente, para que os consumidores possam fazer perguntas e solicitações. Em situações de isolamento social, é ainda mais necessário propiciar a sensação de proximidade e acolhimento, mesmo que em ambientes online. 

 

Encerramos destacando a importância de se manter informado sobre as novas tecnologias desenvolvidas e que podem melhorar os processos de compra e venda online. Uma inovação é a tecnologia blockchain R3 Corda, utilizada nas soluções de pagamentos instantâneos elaboradas pela BluPay.

 

Trata-se de um sistema para realizar os pagamentos em plataformas antifraudes com rastreabilidade e auditoria em tempo real, resolvendo um dos principais desafios do segmento (leia mais informações sobre a tecnologia blockchain R3 Corda no blog).

 

Venha saber mais sobre uma nova forma de fazer e receber pagamentos. Fale com a BluPay e entenda como a sua empresa pode ter muitas vantagens ao utilizar os pagamentos instantâneos: www.blupay.com.br

 

Fontes: E-Commerce Brasil, Estadão, Valor Econômico, Mercado & Consumo, Ecommerce na Prática, A Tarde, Jornal do Comércio, EcoDebate e Blog Logística.