Vantagens do Pix nas cobranças recorrentes

mulher-toma-uma-xícara-de-café-enquanto-navega-pelo-smartphone

Entenda como o Pix, sistema de pagamentos instantâneos, facilita a gestão de cobranças recorrentes das empresas

 

Tempo estimado de leitura: 4 minutos

 

Emitir cobranças recorrentes é uma realidade para empresas que prestam serviços contínuos. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, o mercado de pagamentos recorrentes movimenta mais de R$ 1 bilhão anualmente. O formato mais comum no Brasil é o das contas de consumo (como água, energia e gás), mas o modelo está em expansão para outros setores.

 

Uma pesquisa sobre o mercado de pagamentos recorrentes, organizada pela Vindi, apontou crescimento de 38,3% no setor em 2019*. O relatório informou ainda que, ao lado das contas de consumo, houve destaque na atuação de setores como serviços, educação e clubes de assinaturas.

 

Com a chegada do Pix e a oportunidade de integrar cobranças ao novo sistema de pagamentos instantâneos brasileiro, empresas que prestam serviços recorrentes poderão receber em segundos, reduzir a inadimplência e economizar a cada cobrança emitida. 

 

Saiba mais sobre essas e outras vantagens do Pix para as cobranças recorrentes neste post.

 

Cobranças recorrentes compensadas em segundos

 

Empresas podem demorar até 3 dias úteis para obter a compensação de um boleto tradicional. Com o Pix, a liquidação é instantânea e o dinheiro cai em poucos segundos.

 

Quando uma empresa emitir uma cobrança e receber o pagamento recorrente com o Pix, o valor ficará disponível segundos após a movimentação financeira, proporcionando mais fôlego para o fluxo de caixa e para as operações.

 

Instituições que dependem da compensação de pagamentos recorrentes para manter serviços como plataformas de streaming ou créditos de telefone celular, terão muito mais agilidade com a liquidação em segundos do Pix, evitando desligamentos e diminuindo eventuais desgastes com o consumidor.

 

Leia mais sobre as vantagens do Pix para empresas no blog da BluPay!

ilustrações-informando-que-o-pix-compensa-em-segundos-e-outras-formas-em-até-3-dias-úteis

Redução da inadimplência

 

Lidar com a inadimplência é um desafio para as empresas que fazem cobranças recorrentes. Bancos estimam que a taxa de inadimplência seja de 4,7% ao término deste ano e mantida em 2021 (maior que o índice de 3% do começo do ano)**.

 

A expectativa é que o Pix contribua para a redução dessa taxa. Dentre as possibilidades do novo sistema, está o alcance aos cerca de 14 milhões de desbancarizados do país. Se atualmente muitos clientes vão à lotérica para quitar suas contas, com o Pix essa fatia da população também terá acesso fácil aos pagamentos digitais. Afinal, não é preciso ter conta em banco para utilizar a novidade.

 

Outra oportunidade está nas transferências diretamente com o Pix. Enquanto o modelo tradicional de TED e DOC torna a conciliação de pagamentos recorrentes pouco viável para as empresas (especialmente as que emitem muitas faturas), movimentações com o QR Code ou a chave Pix simplificam a mecânica e a gestão das cobranças.

 

Essas vantagens podem resultar em incentivos de empresas interessadas em receber mais pagamentos com o Pix, como descontos ou bônus, fomentando a utilização do sistema pelos clientes, proporcionando novas formas de pagamento e reduzindo a inadimplência.

duas-pessoas-com-smartphones-lendo-e-compartilhando-um-qr-code

Economia a cada cobrança recorrente liquidada

 

A emissão de um simples boleto custa, em média, entre R$ 0,99 e R$ 3,50. Em empresas com muitas cobranças recorrentes, essa taxa é ainda mais prejudicial.

 

Um dos objetivos do Pix é trazer mais economia ao ecossistema financeiro. Por isso, o Banco Central do Brasil estabeleceu uma tarifa de apenas R$ 0,01 a cada 10 operações para as instituições financeiras.

 

O baixo preço das movimentações na plataforma deve se refletir nos serviços disponibilizados para as empresas, que passam a ter opções mais baratas na comparação com outros formatos, como TEDs, DOCs ou maquininhas de cartão, fomentando um ambiente mais econômico e competitivo.

 

Como integrar suas cobranças recorrentes ao Pix?

 

Integrar-se ao Pix é uma etapa importante para empresas que querem as vantagens dos pagamentos instantâneos, como a disponibilidade 24 horas por dia e 7 dias por semana, a compensação de pagamentos em segundos e uma nova forma de fazer e receber cobranças recorrentes. 

 

Nesse processo, é necessário contar com uma instituição financeira autorizada pelo Banco Central a operar o Pix, como é o caso da BluPay. Além disso, é importante identificar soluções (e parceiros) capazes de auxiliar sua empresa na migração para o novo sistema de pagamentos instantâneos de forma simples, sem impactos para o dia a dia da sua operação.

 

Segundo a pesquisa da Vindi, quase 18% das cobranças recorrentes ainda são liquidadas no boleto, principal meio de pagamento usado pelas empresas que prestam serviços contínuos. Pesquisas preliminares sobre o Pix indicam alto interesse dos consumidores em utilizar o sistema de compensação instantânea em substituição a métodos tradicionais, mas as empresas devem estar preparadas para auxiliar o cliente na transição — tanto através de comunicação eficaz, quanto com tecnologia.

 

Outro desafio para a integração das cobranças recorrentes ao Pix é a automatização na geração dos QR Codes para cobrança. Garantir a integração entre o sistema de emissão e compensação de cobranças e o sistema de gestão (ERP) utilizado no negócio é um fator crítico de sucesso, especialmente para empresas que atendem um alto volume de clientes.

 

Como podemos ajudar na integração das suas cobranças recorrentes ao Pix?

 

As soluções de cobrança da BluPay já nasceram integradas ao Pix e são pensadas para facilitar a integração das empresas ao novo sistema de pagamentos instantâneos. Além de contar com APIs simplificadas e suporte à equipe de tecnologia do cliente, nossos produtos também auxiliam as empresas na migração e na adaptação dos seus clientes ao novo meio de pagamento.

 

Nossa solução de cobrança com Pix + Boleto é um exemplo. Com ela, sua empresa pode emitir cobranças com código de barras e QR Code, com a menor tarifa do mercado, nas duas modalidades. Quando seu cliente opta pelo Pix, o sistema emite as próximas cobranças apenas com o QR Code, gerando cada vez mais economia. E tudo de forma integrada ao sistema utilizado para gestão no dia a dia da operação.

 

Entenda mais sobre como funciona o serviço da BluPay.

 

Leia mais sobre as vantagens do Pix para empresas.

 

*Matéria 1: https://inforchannel.com.br/mercado-de-pagamentos-recorrentes-tem-estudo-inedito/

 

**Matéria 2: https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2020/09/4873612-inadimplencia-sob-certo-controle.htm